Pular para o conteúdo
Início » Competências Fundamentais BABOK

Competências Fundamentais BABOK

  • por
Competencias-fundamentais-babok

Competências Fundamentais BABOK

As competências fundamentais BABOK são habilidades, conhecimentos e características pessoais que dão suporte ao desempenho eficaz da análise de negócios. As áreas de competência fundamentais relevantes para análise de negócios incluem:

Pensamentos

Pensamento Analítico e capacidade de solução de Problemas dão suporte a identificação eficaz dos problemas do negócio, a avaliação das soluções propostas para os problemas e a compreensão das necessidades das partes interessadas. Pensamento analítico e capacidade de solução de problemas envolvem avaliar uma situação, compreendê-la da maneira mais completa possível e fazer julgamentos sobre possíveis soluções para um problema.

Pensamento Criativo envolve não só a geração de novas ideias e conceitos, como também novas associações entre ideias e conceitos existentes. Isso exige inovação e adaptabilidade a situação. Além da identificação e sugestão das alternativas, o analista de negócios pode conseguir promover o pensamento criativo entre os demais, fazendo perguntas certas desafiando suposições.

Tomada de decisão – Uma tomada de decisão é necessária toda vez que é preciso selecionar uma alternativa ou abordagem entre duas ou mais opções. A analise de decisão inclui reunir informações relevantes para uma decisão, decompor a informação relevante, comparar opções simulares e não simulares e identificar a opção mais desejável. Analistas de negócios devem estar cientes das armadilhas que podem impedir alguém ou um grupo de tomar uma decisão vem embasada, incluindo a tendencia de se aceitar a primeira ideia a respeito de um problema, o efeito do custo perdido e a tendencia de se dar mais valor as evidencias que confirmam impressões existentes.

Aprendizado – Aprender é o processo de adquiri conhecimento ou habilidades. Para aprender a respeito de um domínio, é necessário passar por vários estágios, desde a aquisição inicial e o aprendizado de fatos em si (Através da compreensão dos seus significados), até a aplicação do conhecimento no dia-a-dia e, por fim, a analise, síntese e avaliação. Um analista de negócios deve ser capaz de descrever o seu nível de compreensão do domínio do negocio e deve ser capaz de aplicar este nível de compreensão para determinar quais atividades de analise devem ser desempenhadas em uma determinada situação. Quando o aprendizado sobre um domínio atinge o ponto em que a analise está completa, o analista de negócios deve ser capaz de sintetizar a informação para identificar oportunidades de criar novas soluções e avaliar essas soluções para garantir que elas sejam eficazes.

Resolução de Problemas. Para definir um problema, é necessário garantir que a natureza do problema é claramente compreendida por todas as partes e que questões implícitas tornem-se visíveis. Conflitos entre metas e objetivos das partes interessadas precisam ser articulados e discutidos. Pré suposições devem ser identificadas e testadas. Os objetivos que serão alcançados quando o problema for solucionado devem ser claramente especificados e soluções alternativas deve ser desenvolvidas. Soluções alternativas são avaliadas em relação aos objetos para identificar as vantagens e desvantagens de cada solução e para determinar a melhor solução. O analista de negócios deve conhecer varias técnicas para resolução de problemas.

Pensamento Sistêmico: A teoria dos sistemas e o pensamento sistêmico sugerem que um sistema terá propriedades, comportamentos e características que emergem da interação entre os componentes do sistema e que não são previsíveis através da compreensão de cada componente isoladamente. No contexto da teoria dos sistemas, o termo “sistema” é muito mais abrangente do que um sistema automatizado de informação, ele também inclui as pessoas envolvidas e a interação entre elas, as forças externas que afetam o seu comportamento e todos os elementos e fatores relevantes.

Características Comportamentais

Características Comportamentais dão suporte ao desenvolvimento de relacionamentos de trabalho efetivos com as partes interessadas e incluem qualidades como ética, confiabilidade e organização pessoal.

Ética requer compreensão do comportamento moral e imoral, dos padrões que devem governar o comportamento de uma pessoa e disposição para garantir que este comportamento seja moral ou atenda aos padrões. Analistas de negócios precisam considerar o impacto que uma solução proposta terá sobre todas as partes interessadas e trabalhar para garantir que todas as partes sejam tratadas de forma justa. Tratamento justo não requer que o resultado seja benéfico para uma parte interessada especifica, mas querer que o resultado seja benéfico para uma parte interessada especifica, mas requer que: todas as partes interessadas afetadas compreendam as razoes da decisão, que elas não estejam sendo enganadas a respeito do resultado e que as decisões sejam tomadas tendo em mente os interesses da organização. O analista de negócios deve ser capaz de identificar um dilema ético e entender como tais dilemas podem ser solucionados.

Organização Pessoal envolve a habilidade de prontamente encontrar arquivos ou informações, administrar o tempo, gerenciar tarefas e tratar prioridades de forma apropriada. Informações devem ser armazenadas ou arquivadas de forma que permita ao analista de negócios recupera-las posteriormente. Gerenciamento eficaz do tempo requer priorização eficaz, eliminação da procrastinação e clareza de metas e expectativas. Técnicas como plano de ação, listas de atividades e definição de prioridades estão entre as abordagens utilizadas para o gerenciamento efetivo do tempo

Confiabilidade Um analista de negócios digno de confiança deve demonstrar constantemente as partes interessadas que merece esta confiança e que está preocupado com os interesses das partes envolvidas. As partes interessadas devem acreditar que o analista de negócios se comporta de forma ética para que a análise de negócios possa ocorrer de forma eficaz e, assim, evitar a falta de confiança gerada por interesses em se manter o status quo ou pelo simples medo da mudança. Confiabilidade requer que o analista de negócios se preocupe com as reais necessidades e não com os desejos das partes interessadas, e que o analista de negócios trate honestamente de problemas ou conflitos quando eles ocorrerem.

Conhecimento do negócio

Conhecimento do negócio dá suporte a compreensão do ambiente no qual a análise de negócio é desempenhada e o conhecimento de princípios gerais dos negócios e soluções disponíveis.

Conhecimento de Mercado é a compreensão das forças competitivas que moldam um determinado setor de mercado. Isso requer que o analista de negócios compreenda os vários segmentos de consumidores que o mercado atende e as características demográficas, ou outras características comuns a cada segmento. Uma compreensão das tendencias que impactam o mercado ajudará a identificar os requisitos de negócio. Concorrentes farão mudanças em seus produtos e suas operações em resposta a essas mudanças, e o analista de negócios pode precisar recomendar mudanças a uma iniciativa em andamento para responder a ação de um concorrente.

Conhecimento da Organização é a compreensão da arquitetura do negócio. Isso inclui a compreensão do modelo de negócio da organização (como a organização gera lucro ou atende suas metas), a estrutura organizacional atual, os relacionamentos existentes entre as unidades de negócio e as pessoas que cumprem a função das principais partes interessadas. Compreender uma organização requer entender os meios informais de comunicação e autoridade que costumam existir em paralelo aos formais e o ambiente político interno que governa ou influencia as decisões.

Conhecimento da Solução Analistas de negócios frequentemente trabalham em projetos que envolvem aperfeiçoamento de uma solução existente ou a aquisição de uma solução disponível no mercado, ao invés do desenvolvimento de soluções customizadas. Em tais circunstâncias, é provável que o método de implementação escolhido impacte significativamente no tempo e esforço necessário para a implementação. Um analista de negócios que conhece a solução em questão será capaz de identificar e recomendar mudanças que podem ser implementadas mais facilmente, mas que proverão benefícios concretos. Familiaridade com uma variedade de fornecedores ou soluções disponíveis no mercado pode auxiliar na identificação de potenciais alternativas.

Habilidades de comunicação

Habilidades de comunicação dão suporte ao analista de negócios na elicitação e comunicação dos requisitos entre as partes interessadas. Habilidades de comunicação atendem a necessidade de escutar e compreender a audiência, compreender como a audiência percebe o analista de negócios, compreender o objetivo da comunicação, a mensagem em si e o meio e formato mais apropriados para a comunicação.

Ensino – Ensinar requer uma compreensão de como as pessoas aprendem e a habilidade de usar esta compreensão para que o aprendizado aconteça de forma eficaz. A comunicação eficaz de requisitos requer habilidade para ensinar, uma vez que frequentemente o analista de negócios deve educar os especialistas a respeito do contexto no qual uma solução será implantada. Um analista de negócios deve conhece os diferentes estilos de aprendizado, incluindo:

Aprendiz visual – Quem aprende mais facilmente através da aprensetação de guias e modelos visuais.

Aprendiz auditivo – Quem aprende mais facilmente através de comunicação verbal e linguagem escrita.

Aprendiz sinestésico – Quem aprende mais facilmente executando algo.

Comunicações Escritas envolve o uso de símbolos para comunicar informação. Isso inclui a habilidade de escrever de forma eficaz para vários contextos e públicos. A comunicação escrita é necessária quando a informação será usada em um momento ou local diferente do momento ou local onde ela foi criada. A comunicação escrita eficaz requer que o analista de negócios possua um amplo vocabulário, compreensão de gramatica e estilo e também de quais expressões ou termos serão mais facilmente compreendidos pelo publico alvo. As comunicações escritas tornam possível o registro de uma grande quantidade de informações, porém é frequentemente desafiador garantir que o texto escrito seja corretamente compreendido

Habilidades de integração

Habilidades de integração dão suporte ao analista de negócios para trabalhar com grande número de partes interessadas e envolvem tanto a habilidade de trabalhar com parte de um time maior, quanto a de ajudar o grupo a tomar decisões. A maior parte do trabalho de análise de negócios envolve identificação e a descrição de uma situação futura. Porém. O analista de negócios deve também ser capaz, através da combinação de liderança e facilitação, de auxiliar a organização a chegar a um acordo de que a situação em questão é realmente a desejada.

Facilitação é a habilidade de moderar discussões entre um grupo para permitir que todos os participantes articulem os seus pontos de vista de forma eficaz a respeito do tópico em discussão e garantir que os participantes reconheçam e apreciem os diferentes pontos de vista que forem articulados. Em muitos casos, uma discussão facilitada de forma eficaz levara os participantes a reconhecer que eles possuem visões diferentes a respeito do tópico em discussão. O analista de negócios pode ser chamado para apoiar a negociação entre as partes, com objetivo de resolver as diferenças da melhor maneira possível. O analista de negócios deve ser capaz de identificar os verdadeiros interesses de cada parte, de distinguir entre os verdadeiros interesses e o que foi abertamente declarado, e auxiliar as partes a identificar soluções que satisfaçam seus verdadeiros interesses.

Liderança e Influência – A responsabilidade do analista de negócios em definir e comunicar requisitos o colocará numa função de liderança em qualquer grupo ou equipe de projeto, havendo ou não pessoas subordinadas diretamente a ele.

Liderança envolve motivar pessoas a agir de maneira que as permita trabalharem juntas para atingir metas e objetivos em comum. O analista de negócios deve compreender as necessidades e capacidades de cada membro da equipe e de cada parte interessada e como estas necessidades e capacidades podem ser efetivamente canalizadas para alcançar os objetivos em comum. Liderança eficaz requer, portanto, que o analista de negócios seja capaz de definir uma visão do estado futuro desejado que motive as pessoas a trabalhar e que ele possua as habilidades interpessoais necessárias para encoraja-las nesse sentido.

Trabalho em equipe – Analistas de negócio geralmente trabalham como parte de uma equipe juntamente com outros analistas de negócios, gerentes de projetos, outras partes interessadas e especialistas em implementação de soluções. Os relacionamentos entre integrantes de uma equipe são uma parcela importante do sucesso de qualquer projeto ou organização.

Aplicativos de software

Aplicativos de software são usados para facilitar o desenvolvimento colaborativo, registro e distribuição de requisitos para as partes interessadas. Analistas de negócios devem ser usuários habilidosos das ferramentas utilizadas em suas organizações e devem compreender as forças e fraquezas de cada uma delas.

Aplicativos de uso Geral – Estes aplicativos geralmente incluem três componentes: processamento de texto, planilhas e software de apresentação. Os documentos produzidos por essas ferramentas são basicamente a forma como informações são armazenadas e distribuídas em muitas organizações. Analistas de negócios precisam ser proficientes no uso de ferramentas genéricas, mesmo onde ferramentas mais especializadas estiverem disponíveis. Elas possuem a vantagem de serem de baixo custo ou até mesmo gratuitas. Além disso, quase todas as partes interessadas tem acesso a elas.

Aplicativos especializados – Ferramentas de diagramação facilitam o desenho e a rápida documentação de um modelo, tipicamente provendo exemplos ou templates que seguem uma notação particular. Elas geralmente não impõem ou verificam a utilização de um padrão de notação ou fazem isso de forma limitada. Ferramentas de diagramação geralmente tem baixo custo e são relativamente fáceis de usar. Os diagramas gerados podem ser integrados a um documento de texto.

Acesse o IIBA e faça a inscrição para a prova de certificação. Estude com os simulados Bynem

Veja Também